conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Brasil

Butantan anuncia a ButanVac, o imunizante 100% nacional contra a COVID-19

Instituto prevê ter 40 milhões de doses disponíveis a partir de julho.

Além de fabricar e distribuir a Coronavac no Brasil, o Instituto Butantan está trabalhando em uma vacina contra covid-19 que é 100% brasileira. Chamada de Butanvac, a solução está em desenvolvimento desde 2020, e o órgão de pesquisa pretende iniciar os testes em humanos em breve.

Em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (26), o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que vai pedir aval, ainda hoje, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para realizar testes clínicos com sua nova vacina. Assim, voluntários poderão tomar o imunizante e ajudar no desenvolvimento do medicamento.

Ainda de acordo com Covas, a nova vacina poderá imunizar a população com apenas uma dose. “É uma possibilidade. O fato de você ter uma melhor resposta imunológica permite utilizar apenas uma dose”.

Os testes que serão colocados para aprovação na Anvisa tem como objetivo assegurar que a vacina é segura e consegue combater o coronavírus de maneira efetiva. Durante as fases 1 e 2 de desenvolvimento, 1.800 voluntários devem tomar a Butanvac.

Caso os resultados sejam promissores, o Instituto Butantan poderá iniciar a fase 3 de testes, que promete imunizar até 9.000 voluntários para garantir a eficácia da vacina brasileira. Se a vacina for aprovada para uso emergencial, o governo de São Paulo pretende produzir cerca de 40 milhões de doses da Butanvac até o final de 2021.

Segundo o governo de São Paulo, a produção da vacina deve começar em maio. Além do Brasil, o imunizante também deve ser distribuído no Vietnã e Tailândia, onde os testes da fase 1 com o imunizante já começaram.

Eficaz contra variantes

O Instituto Butantan informou que a Butanvac é desenvolvida para garantir o combate da variante P1 do coronavírus, identificada pela primeira vez em Manaus. Além de neutralizar a variação brasileira do vírus, Dimas Covas disse que o Butantan poderá adaptar o imunizante.

Coronavac segue em aplicação

O Instituto Butantan ressaltou que o desenvolvimento da vacina brasileira não vai atrapalhar a distribuição da Coronavac. O imunizante já teve mais de 22 milhões de doses distribuídas no país e foi a primeira vacina contra a covid-19 a ser aplicada em massa no Brasil.

A Coronavac é feita pelo Instituto Butantan em parceria com a China. O órgão de pesquisa brasileiro realiza a fabricação da vacina no Brasil e recebe os insumos necessários do país asiático.

Além de ser desenvolvida com tecnologia do Butantan, a Butanvac também deve contar com fabricação 100% nacional, o que pode acelerar a criação e distribuição do imunizante. Atualmente, o instituto também trabalha para nacionalizar a produção da Coronavac, que será feita em uma nova fábrica no Brasil a partir do segundo semestre.

Com TecMundo

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.