Educação Paraná Todos

Cortes na educação mobilizam entidades paranaenses que cobram por investimentos

O manifesto é assinado por mais de 50 personalidades políticas, professores, entidades estudantis e sindicatos. Segundo eles, o Brasil está ficando para trás de forma acelerada.

Docentes e alunos de diversas instituições de ensino do Paraná estiveram presentes na reunião da bancada de parlamentares do estado para apresentar o “Manifesto contra os Cortes na Educação” e cobrar ações por um orçamento justo para a Educação.

A reunião, realizada nesta terça-feira, 22, em ambiente virtual, contou com a participação de diversos deputados e senadores paranaenses, que ouviram o relato e as dificuldades enfrentadas pelas instituições do ensino do estado. O manifesto, que foi lançado no último dia 10 de setembro, é assinado por mais de 50 personalidades políticas, professores, entidades estudantis e sindicatos.

O professor Rodolfo Fiorucci, diretor-geral do Instituto Federal do Paraná – Campus Jacarezinho, abriu as falas lembrando da importância da educação e da ciência para a vida dos brasileiros e como esse período de pandemia mostrou a necessidade do fortalecimento da área. “A educação precisa mudar agora. E para isso precisamos de investimentos. É uma questão de segurança nacional, pois o Brasil está ficando para trás de forma acelerada. E em uma sociedade sem emprego e sem educação se faz urgente termos uma reorganização social, produtiva e econômica”, afirmou.

O presidente da Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e do Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes), Nilton Brandão, relembrou que o orçamento proposto pelo governo federal é menor que a de anos anteriores, chegando a se igualar ao orçamento da década passada. “Nós temos debatido o que representa o orçamento para 2021, que já é menor que o de 2022, e esse por sua vez já era menor que o de 2019. O fato é que o orçamento proposto se aproxima de um orçamento de 10 anos atrás, isso considerando o crescimento de matrículas, de unidades, de mais professores, de mais infraestrutura de salas de aula. O debate que nós tínhamos de fazer deveria ser para ampliar o orçamento, porém o que estamos fazendo hoje é tentar eliminar os cortes para garantir pelo menos o teto de gastos”, relembrou o docente.

Para o deputado federal, Zeca Dirceu (PT), a iniciativa dos professores e alunos do Paraná representa um anseio de todo o país e a luta por uma educação pública de qualidade. “O Paraná é um estado que sai na frente e que já está se organizando para evitar a retirada de recursos da educação, ainda mais quando vemos o governo planejando aumentar os recursos de outras áreas que não são prioritárias. A carta é um manifesto coletivo dos cidadãos do Paraná, das lideranças políticas, de todo professor e de todo o estudante. É com diálogo e posição firme que vamos defender a educação do nosso estado e do nosso Brasil”, concluiu o parlamentar.

Ao final da reunião, parlamentares e instituições de ensino sinalizaram positivamente pelo envio do manifesto a todos os parlamentares da bancada, além de redigirem um documento oficial, que será enviado ao Ministério da Educação, sobre o posicionamento dos deputados e dos senadores do Paraná em reação aos cortes no orçamento da educação, entre outras ações para mobilizar o Congresso Nacional e o Palácio do Planalto.

Com informações Assessoria 


Deixe um comentário