conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Comcam

Covid-19: Municípios da região tem pior dia da pandemia com 8 mortes registradas

O dia mais letal desde o início da pandemia. O total de mortes chegou a 289.

Paciente de Corumbataí do Sul aguardando vaga em UTI. Foto: Reprodução Redes Sociais

Os municípios da região registraram recorde do número de mortes na quarta-feira (3) com 8 novos óbitos, o dia mais letal desde o início da pandemia. O número é recorde para região. O total de mortes chegou a 289. Segundo os boletins epidemiológicos das secretarias municipais e estadual da saúde.

O registro de casos confirmados chegou a 16. 009, sendo 141 contabilizados nas últimas 24 horas. O balanço mais recente foi atualizado pelo Blog do Raoni as 11h30 desta quinta-feira (4). A sequência de balanços altos ocorre no momento em que todo país enfrenta o pico da crise causada pelo coronavírus.

As mortes ocorreram nas cidades de Ubiratã (2) Campo Mourão (2), Moreira Sales (1), Barbosa Ferraz (1), Mamborê (1) e Campina da Lagoa (1). As vitimas 4 homens e 4 mulheres tinham idades entre 64 e 89 anos e faleceram entre a terça-feira (2) e a manhã desta quinta-feira (4).

Há ainda 1.456 pessoas com o vírus ativo no organismo espalhados nos 25 municípios que compõe a 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão e outras 971 pessoas apresentam sintomas compatíveis a covid-19 e aguardam o resultado de exame para confirmar.

Crise sanitária

Na região o sistema de saúde entrou em colapso. A prefeitura de Luiziana necessitou realizar empréstimo de cilindro de oxigênio do município de Iretama para atender um paciente que aguarda vaga em hospital. Outro morador foi transferido para Terra Boa única cidade que oferecia um ventilador mecânico. O encaminhamento foi feito pela Avançada do Samu de Campo Mourão.

Já em Corumbataí do Sul, dois pacientes em situação grave, estão aguardando vagas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em Campo Mourão, Goioerê e Ubiratã tanto os leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) como os de convênios para tratamento exclusivos de paciente com a covid-19 estão com as taxas de ocupação acima de 100%.  A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Mourão já funciona como uma semi UTI tamanha é a demanda por atendimento.

Na segunda-feira (1º) Roncador perdeu um morador pra covid-19, desta vez foi falta de leito, em suas redes sociais a administração municipal comunicou.

“Mais um óbito em decorrência de complicações da Covid-19. Paciente roncadorense aguardava vaga para internação na UTI, não deu tempo.”

A velocidade do aumento verificado nos últimos dias em no Paraná sobrecarregando o Laboratório Central do Estado (Lacen) que no dia de ontem não conseguiu processar os exames dos mourãoenses.

Mesmo já com elevados números, diversas autoridades e instituições de sanitárias alertam, contudo, que os dados reais devem ser maiores, devido à falta de testagem em larga escala e à subnotificação das pessoas assintomáticas.

Veja os números da pandemia na tabela abaixo:

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.