Paraná Saúde Todos

Em três meses 95,7 mil paranaenses perderam plano de saúde após demissão

De acordo com dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), de março a maio deste ano, 95.718 trabalhadores do Paraná perderam o plano de saúde empresarial após o desligamento da empresa.

O número de cancelamentos dos planos empresariais aumentou 27% no estado no comparativo com o mesmo período de 2019, quando houve 72.516 registros.

A legislação prevê que o trabalhador demitido sem justa causa, e que tiver condições, pode manter o plano empresarial. Os prazos de permanência variam caso a caso. Quase sempre dependem do tempo que o funcionário permaneceu na empresa.

A ANS aponta que o volume de cancelamentos não é, necessariamente, um termômetro para indicar a situação do setor, uma vez que pode ter havido migração de usuários para outras modalidades.

Porém, quem perde ou sente a ameaça do desemprego carregara como preocupação adicional o medo de ficar em o plano de saúde – ainda mais em um período no qual o Sistema Único de Saúde (SUS) têm diversos desafios.

Com informações G1


Deixe um comentário