conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Evento com fundadores comemora os 50 anos da Coamo

Na manhã desta sexta-feira (27) foi realizado na administração central da Coamo, em Campo Mourão, um evento em celebração aos 50 anos da cooperativa, comemorado neste sábado (28). A cerimônia contou com uma coletiva de impressa com o presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini, e do presidente Executivo, Airton Galinari.

Após, a coletiva foi realizada uma homenagem aos fundadores da cooperativa. Quatro deles estavam presentes: Martin Kaiser, fundador nº 12, João Teodoro de Oliveira Sobrinho, fundador nº 05, Etelvino Eduardo Manfrin, fundador nº 10, e Moacir José Ferri, fundador nº 32.

Constituída no dia 28 de novembro de 1970, a Coamo plantou, ao longo de cinco décadas, sementes que renderam bons frutos. Uma história constituída de fatos e que retrata uma filosofia incorporada pelo trabalho de milhares de homens e mulheres. A cooperativa iniciou por 79 agricultores pioneiros, que pelo desejo de se fortalecerem enquanto produtores rurais, sobretudo garantir a armazenagem e comercialização das suas safras, gravaram os seus nomes na história da cooperativa.

José Aroldo Gallassini, presidente do Conselho de Administração da Coamo, ressalta que o dia foi de muita emoção. “São 50 anos de uma história que merece ser contata. A cooperativa começou do zero e hoje é a maior empresa do Estado do Paraná. Isso é gratificante. Começamos com 79 cooperados e somos mais de 29,4 mil, que juntos são o sucesso dessa grande obra”, destaca.

Livro Histórico

O presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini, fez o lançamento do livro que retrata a história dos 50 anos da cooperativa, dedicando o primeiro exemplar a João Teodoro de Oliveira Sobrinho, fundador nº 05. “Nas páginas desta obra histórica, os leitores terão a oportunidade de ver o importante trabalho realizado por milhares de pessoas para que a Coamo chegasse aonde chegou como uma cooperativa de orgulho dos seus integrantes”, diz Gallassini.

Trófeus

Os quatro fundadores da Coamo, presentes no evento, receberam um troféu em comemoração ao jubileu de ouro da cooperativa. João Teodoro falou em nome deles. “Acreditamos nessa ideia, pois acreditamos, também, no Dr. Aroldo. Hoje, felizmente a Coamo é grande e respeitada. Ela mudou a imagem do cooperativismo. Estamos marcados para sempre com essa história. É um orgulho fazer parte disso, pois foi a união de várias mãos que ergueram a Coamo, esse extraordinário estabelecimento”.

Para o fundador número 05, a Coamo é a prova de que onde há honestidade, há prosperidade. “A Coamo deu certo porque aqui não tem corrupção, não tem ‘marmelada’, aqui não tem divisão injusta de recursos. Pelo contrário, se divide os ganhos entre os cooperados. A administração é a mais exemplar que um cidadão pode ter em sua vida. Sem contar, que houve uma transformação na vida de todos os envolvidos”, destaca.

Monumento aos pioneiros

Depois das homenagens, cooperados e funcionários acompanharam o descerramento da placa alusiva aos 50 anos da Coamo, defronte ao monumento aos pioneiros, inaugurado em 2000.

Busto

No 50º aniversário da Coamo, a homenagem foi para o idealizador José Aroldo Gallassini, protagonista da grande obra chamada Coamo. Um busto em homenagem a ele foi apresentado e ficará exposto na entrada do entreposto da cooperativa, em Campo Mourão. O busto foi mantido em segredo e causou emoção ao homenageado. “Realmente foi uma surpresa. Não esperava por essa homenagem. Agradeço a todos pelo carinho”, comenta.

Com Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.

Campo Mourão

Decisão foi tomada diante do aumento de casos da covid-19 e a lotação de leitos hospitalares.

Paraná

Quase 12% das pessoas internadas por covid-19 no Paraná, nesta terça-feira (23), têm entre 20 e 39 anos.