conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Governo do Estado planeja construir nova sede para Conselho Tutelar de Campo Mourão

A previsão de conclusão da obra é para este ano, no entanto, ainda não há data para início do trabalho.

Conselho Tutelar Campo Magro – Foto: Divulgação SEJUF

A Secretaria de Justiça, Família e Trabalho anunciou nesta terça-feira (20) que planeja construir uma nova sede para o Conselho Tutelar de Campo Mourão. Ainda não há data para início das obras, no entanto, o governo trabalha com a previsão de conclusão neste ano.

Segundo a pasta, o governo prevê investir R$ 9,02 milhões na construção de 11 novas sedes para os conselhos em municípios paranaenses, e os valores seriam oriundos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e foram deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca). 

Os espaços são divididos entre uma brinquedoteca, ambiente com computadores e livros, além de uma recepção, banheiros com acessibilidade (ambos com trocador de fraldas), cinco salas de atendimento individual, uma sala de reuniões, vestiários com chuveiros, uma cozinha e uma área de serviço.  

As novas sedes serão construídas para garantir um espaço de privacidade no atendimento. Os novos locais também contribuem para a atuação dos conselheiros, fortalecendo a sua importância e sua capacidade de diálogo com a comunidade local. 

“Os Conselhos Tutelares são locais que funcionam como grandes aliados para a implementação de ações e programas destinados à proteção e garantia de direitos das crianças e adolescentes”, disse a chefe do Departamento de Políticas para a Criança e Adolescente da Sejuf, Angela Mendonça. 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.