conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Política

Pazuello alega problemas de saúde e pede demissão

Mais um ministro deixa o cargo na administração do presidente Jair Bolsonaro, dessa vez, Eduardo Pazuello alega problemas de saúde e pede exoneração no Ministério da Saúde em meio ao caos da pandemia de COVID-19 no Brasil. Ele faz o pedido de afastamento sofrendo muita cobrança de várias entidades e parlamentares.

Pazuello está no comando da pasta desde junho de 2020, quando assumiu o posto interinamente. Ele foi empossado efetivamente quatro meses depois. Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, ambos médicos cardiologistas estão sendo os mais cotados para assumir a pasta federal.

Antes de anunciar sua possível renúncia ao cargo, Eduardo Pazuello afirmou na quarta-feria, em solenidade no Palácio do Planalto: “Estamos garantindo para março, entre 22 e 25 (milhões) de doses da vacina, podendo chegar ao total de 38 milhões de doses”.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.