conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Paraná

Polícia Civil prende suspeito de ser um dos maiores estelionatários do país

PCPR prende suspeito de ser um dos maiores estelionatários do país. Foto: Fábio Dias / PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) desmantelou uma associação criminosa comandada por um suspeito de ser um dos maiores estelionatários do país, nesta quinta-feira (15).

O grupo é investigado por criar falsos sites de vendas de variados segmentos e comercializar dados de cartões de crédito obtidos indevidamente de terceiros.

Cinco pessoas foram presas temporariamente durante a ação. As prisões foram realizadas em Curitiba, São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e em Morrinhos, no Estado de Goiás.

As investigações tiveram início no mês de abril deste ano, quando o líder do grupo foi preso em flagrante por manter ativo um site falso para venda de máscaras, álcool em gel, medicamentos e respiradores mecânicos.

Na época, estimou-se um lucro superior a R$ 100 mil sobre empresas e pessoas físicas do Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

O golpista também mantinha um site que oferecia cursos para criação de sites fraudulentos e aquisição indevida de dados bancários para compras em nome de terceiros.

Os demais integrantes teriam a função de gerenciar sites fraudulentos, com apoio de estelionatários de São Paulo e Ceará, dar suporte a outros estelionatários, e até mesmo às vítimas.  A PCPR trabalha para identificar outras pessoas envolvidas com o grupo criminoso.

Com PCPR

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.

Campo Mourão

Decisão foi tomada diante do aumento de casos da covid-19 e a lotação de leitos hospitalares.

Paraná

Quase 12% das pessoas internadas por covid-19 no Paraná, nesta terça-feira (23), têm entre 20 e 39 anos.