conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Prefeito Tauillo Tezelli planeja reforma administrativa em 2021

Prefeito Tauillo Tezelli em entrevista a Rádio T. Imagem: Reprodução

Durante a entrevista a Rádio T na manhã da quinta-feira (31), o prefeito reeleito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli (Cidadania), fez alguns adiantamentos do que vem por aí a partir de 1º de janeiro de 2021. Ele citou a pretensão de uma reforma administrativa com extinção e criação de algumas secretarias.

A princípio, Tauillo disse que está montando aos poucos o secretariado, alguns nomes já foram anunciados, e outros ainda estão sendo pensados baseado nos desafios impostos para seu quarto mandato, que espera que seja o melhor de todos. Para corresponder essa expectativa que foi gerada com sua vitória, o chefe do executivo pretende encaminhar, nos primeiros dias de janeiro, para aprovação da Câmara de Vereadores, um projeto da reforma administrativa.

Neste projeto deixariam de existir Secretaria Obras, Comunicação e Fiscalização e em contrapartida recriaria a Secretaria de Administração e criaria as Secretarias de Governo e de Mobilidade Urbana. Além de reformular as funções de pastas já existentes.

Assim, seria desmembrada a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura. A pasta seria somente Meio Ambiente e as funções da Agricultura iriam para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico com Eduardo Akira Azuma: “Porque geração de renda a gente quer deixar num local só, geração de renda, emprego, comércio, turismo, indústria agricultura”, justifica Tauillo.

Há também a intenção de criar a Secretaria de Mobilidade Urbana que teria a função de gerir todo o sistema viário do município, como as ciclovias, pontos de ônibus e licitação transporte coletivo.

Sobre a exoneração do Secretario de Fiscalização Cristiano Calixto da sua equipe, fato que apareceu no Diário Oficial do Município na quarta-feira (30), Tauillo informou que Calixto já havia manifestado anteriormente que permaneceria no cargo somente até o fim desse ano.

Na reforma administrativa pensada pelo prefeito, a Secretaria de Fiscalização deixará de existir, arrecadação vai para Fazenda, sendo seus setores desmembrados. A parte de fiscalização vai para o Planejamento e assim recria a Secretaria de Administração.

Durante a campanha eleitoral Tauiilo explicitou a sua intenção de transformar Campo mourão em uma cidade voltada para o futuro. Para concretizar esse projeto, o prefeito acredita que é necessário alterar algumas funções das secretarias e alterar os comandantes destas pastas, é o caso da indicação do funcionário de carreira, Márcio Francisco Carraro Rocha, para a Secretaria de Planejamento.

“Nossa intenção, também, é separar o que é controle urbano, do que é legislação, do que é captação de recurso pra você ter um local próprio para fazer projetos, por exemplo, eu quero pensar no futuro ou uma secretaria ou algum instituto como algumas cidades estão fazendo desvinculada da prefeitura, pensando no futuro, pensando nesse crescimento da cidade”.

Outra mudança pretendida para a próxima gestão é a Secretaria de Obras, Tezelli pretende transforma-la em Secretaria de Serviço ou extinguir a pasta. As obras que ainda são administradas pelo município passariam a ser comandadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbanização e Saneamento (Codusa) que continua sob o comando do engenheiro civil Luiz Carlos Rubia Malavazi.

“A gente tá discutindo transformar a cidade em mais ágil, mais moderna. Inovando onde a gente pode, reduzindo custo, enfim. Unindo serviços que estão distribuídos em várias secretarias um uma única pasta”. O exemplo citado pelo prefeito está na Diretran onde há funcionários que cuidam de sinalização de ruas, na Secretaria de Meio Ambiente com funcionário que cuida de praças, parques, jardins e corte de árvores, na Secretaria de Obras com funcionários que cuidam de limpeza bueiro, asfalto, iluminação pública e na Codusa funcionários que cuidam de asfalto e recape. A intenção é que todos esses serviços a população fiquem concentrados em uma mesma pasta.

Tauillo pretende manter a Comunicação até a aprovação da reforma administrativa, com a extinção da pasta. Ricardo Borges, atual responsável, não sairia da sua equipe, mas sim passaria a integrar outra secretaria, em função que o prefeito não deixou claro na entrevista.

Por último, Tauillo ressalta que a cadeira de secretário não é definitiva e que pode trocar, quando julgar necessário. “Mesmo as pessoas assumindo algumas funções, pessoas que continuam, isso não quer dizer que eles vão ficar quatro anos, porque um mandato novo tem que ser melhor que o mandato passado. Se o Secretario não der conta do recado, seis meses, oito meses, um ano, nós mudamos o secretario, independente se ele é novo ou já era secretario” pontuou o prefeito reeleito para o quarto mandato que inicia nesta sexta-feira (1º).

Veja quem são os secretários já anunciados:

Secretário de Planejamento: Márcio Francisco Carraro Rocha

Secretario de Cultura: Roberto Cardoso

Coordenação Geral: Carlos Alberto Facco

Secretario da Fazenda e Administração: Aldecir Roberto da Silva

Secretaria Educação: Tânia Caetano

Secretario Saúde: Sérgio Henrique dos Santos

Secretaria de Assistência Social: Márcia Calderan de Moraes

Secretario Desenvolvimento Econômico: Eduardo Akira Azuma

Previsacam: Silvane Bottega

Codusa: Luiz Carlos Rubia Malavazi

Procuradoria Geral: Alessandra Lavorente Chiroli

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.