conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Educação

Professores fazem greve de fome há 74 horas por revogação de edital de contratos temporários

Professores em greve de fome em frente ao Palácio Iguaçu em Curitiba

Passa de 74 horas a greve de fome dos profissionais da educação que são contra o formato de seleção do Processo Seletivo Simplificado (PSS). Permanecem acampados em frente à sede do governo do estado, em Curitiba, neste domingo (22), um grupo de 24 profissionais da educação. Sem negociação por parte do governo do estado, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), professores e funcionários devem continuar a luta contra o desemprego.

Na quarta-feira (18) à tarde, eles ocuparam o prédio da Assembleia Legislativa (Alep), onde passaram a noite. Todos buscavam apoio dos deputados no diálogo com o governador Ratinho Junior (PSD) para debater as reivindicações da categoria. A Alep obteve uma liminar da Justiça determinando a desocupação.

Protesto de professores em frente ao NRE de Campo Mourão

Pela manhã da quinta-feira (19), o grupo de cerca de 80 pessoas deixou o prédio e se encontrou com outros 300 professores que aguardavam para continuar o protesto. Houve manifestação em outras cidades do Paraná, inclusive em Campo Mourão, onde profissionais da educação realizaram ato em frente ao Núcleo Regional de Educação (NRE).

A luta destes educadores é principalmente contra o edital que prevê a contratação de 4 mil docentes temporários para 2021 por meio de PSS. A seleção, que até então era feita considerando o tempo de serviço e os títulos dos docentes, agora a Secretaria de Educação do Paraná (Seed) também quer realizar uma prova presencial, a ser aplicada no dia 13 de dezembro.

A APP também questiona da diminuição no número de professores contratados por esse regime, já que, até então, segundo os servidores, eram cerca de 20 mil temporários. A entidade defende a ampliação de contratações via concurso público. Argumenta ainda que o contrato de R$ 4 milhões para a realização da prova foi feito sem licitação.

Ato Ecumênico

Na tarde deste domingo (22), um ato inter-religioso será realizado em frente ao Palácio Iguaçu onde os grevistas permanecem. A celebração tem início às 17h

Mobilização

Na segunda-feira (23), um ato está marcado para ter início às 9h na Praça 19 de dezembro. Em seguida, educadores seguem em caminhada até o Palácio Iguaçu onde aguardarão uma resposta do governo.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.

Campo Mourão

Decisão foi tomada diante do aumento de casos da covid-19 e a lotação de leitos hospitalares.

Paraná

Quase 12% das pessoas internadas por covid-19 no Paraná, nesta terça-feira (23), têm entre 20 e 39 anos.