conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Profissionais de saúde começam a receber segunda dose da CoronaVac nesta sexta

Paraná imunizado, chegada das vacinas no Cemepar Coronavac. Foto: Gilson Abreu/AEN

A Secretaria Municipal de Saúde vai disponibilizar a segunda dose da vacina contra Covid-19 nesta sexta, sábado e segunda-feira (dias 12, 13 e 15), das 9 as 17h, para os profissionais de saúde que tomaram a primeira dose dias 20, 21 e 23 de janeiro.

Para tanto, devem procurar o Colégio Estadual de Campo Mourão munidos da carteirinha onde conste que tomou a primeira dose da vacina Coronavac, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e documento com foto.

Segundo a diretora da Secretaria de Saúde, Camila Corchack, os internos do Lar dos Velhinhos também receberão a segunda dose na instituição onde estão acolhidos. A segunda dose é aplicada a partir de 21 dias após a primeira dose. O imunizante foi enviado pelo Governo do Paraná na quantidade equivalente ao lote da primeira dose.

Nesta quinta-feira (11), a vacinação contemplou profissionais acima de 50 anos que atuam em atividades ligadas à saúde, como profissionais liberais, de clínicas, farmácias, doulas e profissionais que trabalhavam com cadáveres. Em caso de sobra de doses, serão definidas novas faixas etárias.

“Para receber a vacina o profissional deve seguir critérios da linha 9 do Plano Nacional de Imunização, deve apresentar a Carteira Profissional ativa, cartão SUS e estar no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. Profissionais que não necessitam do conselho de classe devem apresentar a Carteira de Trabalho”, explicou a diretora.

Com Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.