conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Soluções para acabar com excesso de fios em postes é tema de audiência pública na Camâra de Vereadores

O debate online acontece nesta segunda-feira (3) às 19h30.

Com o objetivo de buscar uma solução para um problema que coloca em risco a integridade física de pedestres, motoristas e usuários das vias públicas, vereadores de Campo Mourão, debatem nesta segunda-feira (3), às 19h30, em audiência pública de forma remota, o cumprimento da Legislação referente ao uso adequado dos postes da rede de iluminação pública, por empresas privadas de telefonia, internet e tv a cabo.

A proposta da audiência pública foi protocolada na Câmara, através de um requerimento de autoria do vereador Márcio Berbet (PP), assinado pelos demais parlamentares, aprovado em plenário.

“Presenciei um acidente no centro da cidade onde um dos veículos envolvidos na batida, derrubou um poste e os fios de alta tensão ficaram expostos no chão, colocando em riscos os envolvidos no acidente, assim como as pessoas que tentavam ajudar os feridos. Espero que esse emaranhado de fios, nos postes esteja com os dias contados”, comentou o suboficial aposentado da Marinha, Jefferson Piersen, que reside em Campo Mourão, há cinco anos. “Não é um problema exclusivo de Campo Mourão, nas grandes cidades, a situação é ainda mais caótica, mas tem de começar a eliminar essa poluição visual”, disse.      

Além de poluir a paisagem, o ‘bolo’ de fios dá um aspecto de desorganização e quando arrebentam – com as ventanias ou em quedas de árvores e postes – colocam em risco a integridade dos pedestres, motoristas e usuários das vias públicas.

“Atualmente é comum observarmos em toda a extensão da cidade, vários fios, advindos de postes da rede de iluminação pública, arrebentados, soltos pelas vias do município ou ainda, amarrados em árvores ou outros locais próximos, sendo que, na maioria dos casos, essas fiações pertencem a empresas privadas dos ramos de telefonia fixa, internet, TV a Cabo entre outros”, comentou Márcio Berbet.

O excesso de fios de telecomunicações nas vias públicas pode trazer complicações para rede de energia. “No entanto, a manutenção e os cuidados devidos com aos fios, não vem acontecendo tanto pela responsável dos postes, a Copel, como pelas empresas de telecomunicações quais tem a concessão de utilização dos mesmos, levando a cidade e os moradores em descaso, ocasionando má infraestrutura ao município, e acidentes aos transeuntes das vias”, afirmou Berbet.

Segundo ele, o problema é constante na cidade. “Por muitas vezes, percebemos fios soltos e espalhados pelas vias municipais durante dias, semanas e até meses, sem ser tomada nenhuma providência pela empresa responsável. A exposição desses fios, além de causar uma grande poluição visual, pode causar prejuízos ao sistema de distribuição, comprometendo os postes e as próprias instalações. Além disso, expõe ao risco toda a população, principalmente idosos e crianças, que por vezes passam próximo à fiação exposta sem saber se os mesmos estão conectados à energia elétrica ou não”.

Para debater a atual situação dos fios deixados amarrados em postes, caídos em vias públicas ou abandonados em canteiros centrais da cidade, entre outros assuntos relacionados ao uso adequado dos postes da rede de iluminação pública, por empresas privadas de telefonia, internet e tv a cabo, os vereadores sugeriram convidar para a audiência pública, as seguintes autoridades no setor; Ministro da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações, Marcos Cesar Pontes, gerente regional da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), no Paraná e Santa Catarina, Celso Francisco Zemann, diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Hélvio Neves Guerra, presidente da COPEL, Wendell Alexandre Paes de Andrade de Oliveira, gerente da Operadora Claro, Marcelo Luiz Singer, diretor de Relações Institucionais da Operadora Oi, Eduardo Levy, agente Autorizado da empresa Ligue Telecomunicações, diretora de relações Institucionais da Operadora Telefônica VIVO SUL, Laiana Elisa de Souza, proprietário da empresa BLZNET Serviços de Internet, proprietário Acessonet Informática Ltda, proprietário da empresa Connect Provedor Internet, diretor do Câmpus, Universidade Tecnológica Federal do Paraná de Campo Mourão, Roberto Ribeiro Neli e Clubes de Serviços de Campo Mourão.

Com Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.