conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

COM VÍDEO: Prefeitura encaminha ao MP documentação sobre suposta fura fila da vacina

Na manhã desta terça-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde encaminhou ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) documentos que devem auxiliar na  investigação do possível caso de “fura fila” na prioridade da vacinação contra a covid-19.

O secretário Sérgio Henrique dos Santos, informou que circulou nas redes sociais uma suposta irregularidade que teria ocorrido na imunização dos trabalhadores da saúde no sábado (27). Uma cidadã que não pertenceria aos grupos prioritários teria recebido indevidamente a imunização. Se trata da filha de um médico dono de clínica em Campo Mourão, que se apresentou como sócia do estabelecimento.

Considerando a população a ser vacinada e o quantitativo de vacinas disponíveis, o município adotou escalonamento para conseguir executar o Plano Estadual de Vacinação, informou o secretário. Primeiramente foram imunizados os trabalhadores com maior exposição ao risco de contaminação da covid-19 e atualmente pessoas que exercem as atividades em serviço de saúde de natureza diversa.

O relatório do ocorrido foi entregue ao Ministério Público, veja abaixo o vídeo da entrevista do secretário.

O Governo do Paraná colocou ferramentas onde o cidadão pode fazer a denúncia pelos telefones 0800 041 1113 e (41) 3883-4014, que atende pelo aplicativo Whatsapp. Pela internet, há um botão específico no portal www.coronavirus.pr.gov.br , mas também pode-se registrar a manifestação no site da CGE (www.cge.pr.gov.br), na aba Ouvidoria. Se preferir usar e-mail o denunciante deve enviar o material para [email protected]

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.