conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Educação

Decreto do Governo autoriza retorno das aulas em escolas e universidades no Paraná

Ministro da Educação, Milton, Governador do Paraná, Ratinho Junior e Secretario da Educação, renato Feder. RibeiroFoto: Rodrigo Felix Leal.

O Governo do Paraná autorizou, por meio de decreto, a retomada das aulas presenciais nas escolas e universidades públicas e privadas do Paraná a partir de 18 de fevereiro. O texto foi publicado no Diário Oficial do Estado na quarta-feira (20). As aulas estão suspensas desde março do ano passado, após o início da pandemia do Covid-19.

O documento é assinado pelo governador Ratinho Júnior (PSD) e pelos secretários da Educação e do Esporte, Renato Feder, da Saúde Beto Preto e pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Em dezembro, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) já havia divulgado a pretensão de retorno em formato híbrido, ou seja, parte dos alunos assistindo às aulas de forma presencial nas escolas, enquanto o restante dos estudantes acompanha, simultaneamente, a mesma aula de maneira remota

Ainda na ocasião, o governador e o secretario de educação afirmaram que a prioridade será dos alunos que não têm acesso à tecnologia em casa, como um computador ou aparelho de telefone celular. Quem não se enquadrar na categoria poderá seguir o modelo atual, com a impressão do material didático.

De acordo com a secretaria, os colégios estaduais vão adotar as medidas do protocolo de prevenção contra a covid-19 elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).  O Paraná tem 511.460 casos confirmados e 9.171 mortes provocadas pela Covid-19, segundo boletim da Sesa desta quinta-feira (21).

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.