conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Campo Mourão

Mesmo com alta nas internações, Ministério da Saúde não renova 4 dos 9 leitos para Covid-19 da Santa Casa de Campo Mourão

O Ministério da Saúde publicou  nesta quinta-feira (3) a portaria que prorroga a habilitação, por mais 30 dias, de 5 dos 9 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) adulto para o enfrentamento da covid-19 no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Campo Mourão. Na portaria publicada no Diário Oficial da União, não houve a esperada prorrogação da habilitação federal para o próximo período.

Conforme informou a Superintendente do hospital, Lucineia Scheffer, preocupados com a não renovação, o  secretário de saúde do município, Sérgio Henrique dos Santos e o chefe da 11ª Regional de Saúde, Eurivelton Siqueira, garantiram que os 4 leitos serão mantidos com recursos do Estado.

O hospital atende Campo Mourão e também todos os outros 24 municípios da região, além de receber pacientes de toda macrorregião noroeste do Estado via Central de leitos.

Com a preocupação e necessidade em manter os leitos, o hospital havia feito o pedido de prorrogação do convênio antes de sua finalização, conforme a orientação do Ministério. O gestor local de saúde pode solicitar ao Ministério da Saúde a prorrogação quantas vezes avaliar necessário, desde que atenda as orientações da pasta, mas é o Ministério quem decide a quantidade que irá custear. Para prorrogação, a taxa de ocupação deve ser superior a 50% dos leitos encontrados no plano de contingência.

O Hospital Santa Casa opera com sua capacidade total há mais de duas semanas. Quanto aos outros leitos que a Secretaria de Estado da Saúde custeava até outubro, o entrave para a volta do funcionamento continua sendo a contratação de novas equipes, devido a falta de profissionais de saúde disponíveis no mercado.

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) e o Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR) emitiram notas alertando sobre a sobrecarga do sistema de saúde por causa do aumento de casos de covid-19 no estado.

Os dois documentos alertam para a escassez de profissionais de saúde que são motivados por alguns fatores. Estes trabalhadores para além do desgaste físico e emocional, estão sendo infectados o que os leva ao afastamento das suas funções, foram 11.285 casos no Paraná desde o inicio da pandemia, destes 126 não resistiram a doença.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.