conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Educação

Nova edição do Ganhando o Mundo terá mil estudantes; inscrições já estão abertas

O programa terá como destinos Austrália, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia.

Foto: Albari Rosa/AEN

O Programa de intercâmbio internacional Ganhando o Mundo publicou o novo edital do Ganhando o Mundo ( nº 72/2022 ). O programa é destinado aos estudantes da rede estadual de ensino. A terceira edição do programa cresceu e terá mil vagas, ao contrário das 100 em cada uma das edições anteriores.

Além de mais vagas, o intercâmbio também terá mais destinos e em três continentes, todos de língua inglesa: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia. Na prática, as mil vagas serão distribuídas nesses cinco países e o intercâmbio terá a duração de um semestre letivo do país de destino, com embarque em 2024. Os estudantes aptos a participarem são os que estão cursando o 9° ano do Ensino Fundamental em 2022.

As inscrições já estão abertas e vão até 31 de maio de 2023 pela Área do Aluno. Esse longo prazo para inscrição se deve aos novos critérios classificatórios para concorrer às vagas. A nota de classificação vai considerar três itens: a nota padronizada obtida pelo estudante na Prova Paraná Mais, realizada de 25/10/22 até 03/11/22, o número de certificados obtidos pelo estudante na plataforma Inglês Paraná e os certificados de participação como Aluno Monitor na escola em que o estudante estiver matriculado.

Ou seja, quem não estava utilizando ou pouco utilizava a plataforma Inglês Paraná e/ou não participou do Aluno Monitor tem tempo para se envolver nos programas e conseguir aumentar suas chances.

Vagas

Das mil vagas ofertadas, 399 estão reservadas para o estudante que obtiver a maior nota de classificação em cada município do Estado. Outras 100 vagas são destinadas exclusivamente a estudantes beneficiários do programa Auxílio Brasil (ou equivalente), independentemente do município a que pertençam.

Já as demais 501 vagas serão destinadas proporcionalmente aos municípios que possuem número igual ou superior a 100 matrículas no 9º ano do Ensino Fundamental na data de elaboração do edital. Curitiba, por exemplo, terá 58 vagas desse total, seguida por Londrina (20), São José dos Pinhais (17), Ponta Grossa (16), Cascavel (15), Maringá (14), Foz do Iguaçu (13), Colombo (12) e Guarapuava (9). O número exato de vagas para cada município pode ser conferido no edital.

A inscrição será para o programa como um todo, não sendo possível o estudante escolher o país de destino – essa indicação será feita pela Seed-PR, bem como a distribuição no número exato de vagas para cada país.

Ao fazer a inscrição on-line pela Área do Aluno, o estudante deverá informar nome completo, RG, CPF, Código Geral de Matrícula (CGM), e-mail (@escola), telefone de contato e dados do seu colégio. É obrigatório que tanto o estudante quanto o responsável declarem ciência de que leram e concordam com a inscrição e as regras do processo seletivo.

Além dos critérios de classificação (Prova Paraná Mais, Inglês Paraná e Aluno Monitor), o estudante precisa cumprir outros requisitos para ter sua inscrição validada, que na prática eram os antigos critérios de classificação: ter cursado do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental em uma instituição de ensino da rede pública estadual do Paraná; ter médias iguais ou superiores a 7,0 e frequência igual ou superior a 85% em cada uma das disciplinas da matriz curricular (em 2022); estar regularmente matriculado no 9º ano na rede pública estadual do Paraná em 2022 e estar matriculado e cursar a 1ª série do Ensino Médio na rede estadual em 2023. Na data do embarque ao exterior, também é preciso ter idade mínima de 14 e máxima de 17 anos e seis meses.

É necessário, claro, ter participado da Prova Paraná Mais neste ano, que terá peso 70 na nota de classificação. Já o Inglês Paraná e o Aluno Monitor terão peso 15 cada um na pontuação total (100).

Ganhando o Mundo

O programa de intercâmbio foi criado para possibilitar a ampliação do repertório cultural e acadêmico dos estudantes, permitir sua vivência e experiência na realidade de outros países, consolidar uma rede de jovens líderes que atuarão nas escolas da rede pública estadual de ensino do Paraná, além de potencializar o desenvolvimento da autonomia e aperfeiçoar o domínio da língua inglesa.

Neste ano foram realizadas duas edições do programa: 100 estudantes passaram um semestre letivo no Canadá, entre fevereiro e julho, e outros 100 ficaram na Nova Zelândia entre julho e o fim de outubro.

Os custos de alimentação, hospedagem, transporte, emissão de vistos e passaportes, passagens aéreas e terrestres, exames médicos, vacinas, seguro viagem e saúde, taxa de matrícula, mensalidade da escola no exterior, material didático, uniforme, tradução juramentada da documentação escolar, reuniões de orientação, assim como o curso preparatório de língua estrangeira, são custeados pela Seed-PR. Os alunos também recebem um auxílio de R$ 800 mensais.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Campo Mourão

Cidade já perdeu 126 moradores para doença

Campo Mourão

Outras 221 apostas faturaram a quadra.

Campo Mourão

Esta é a 119ª vitima da doença no município.