conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Comcam

Regional de Saúde apura “fura-fila” de vacina em Nova Cantu; População da região denuncia mais casos

Coronavac, vacinas contra covid-19. Foto: Eduardo Nicola/Blog do Raoni

A notícia de pessoas que não fazem parte, neste momento, do grupo prioritário para a vacinação contra a covid-19 e foram imunizadas começaram a aparecer nos municípios que fazem parte da 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão.

Os relatos, que estão nas redes sociais e na imprensa, dão conta de que autoridades que se valeram do cargo para obter vantagens e se vacinar, ou seja, “furaram a fila” mesmo sem terem esse direito.  

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) enviou para região 3.440 doses que foram divididas entre as 25 cidades. Diante do número de doses considerado extremamente baixo para a população a orientação contida no Plano Estadual de Imunização é de que elas sejam destinadas àqueles que são considerados prioridades no atual momento, como os profissionais de saúde na linha de frente contra a pandemia e idosos em casas de repouso, indígenas, quilombolas e ribeirinhos.

No entanto, a prioridade foi burlada em diversos municípios de todo país, as redes sociais mostram profissionais de saúde que não atuam com pacientes contaminados pela covid-19 sendo imunizados, são ex-prefeitos, secretários de saúde, corpo administrativo, estudantes de medicina entre outros. 

Secretaria de Saúde de Nova Cantu. Foto: Reprodução Facebook

A realidade não excluiu a região da Comcam, um dos casos é da ex-prefeita e atual Secretária Municipal de Saúde de Nova Cantu, Elsa de Oliveira Rodrigues. A gestora, de 53 anos, tomou a vacina na terça-feira (19), no início da imunização na cidade. A foto está disponível nas redes sociais do município. Apesar de ser secretária de saúde, Elsa, não faz parte do grupo prioritário. 

A cidade, de 5.550 mil habitantes, havia recebido 52 doses da CoronaVac, também tem outro caso de “fura-fila”, o proprietário de uma farmácia. Trabalhadores de farmácias estão entre os que devem ser imunizados com prioridade, porém somente depois que se esgotarem os profissionais de saúde de hospitais, UPA, SAMU e tantos outros. 

Para ambos os casos o chefe da Regional de Saúde, Eurivelton Siqueira, informou que há denuncia realizada na ouvidoria do órgão e que foi aberto um pedido de esclarecimentos ao município. Já os outros casos que correm as redes sociais, não há denúncia formal.

Diante de tantos casos no Brasil, o Ministério Público Federal tem afirmado que o plano de imunização tem que ser cumprido e que, caso contrário, o gestor responsável pela “furada de fila” pode sofrer punição.

O município de Nova Cantu registrou 180 casos do novo coronavírus e 2 óbitos, atualmente o município conta com 41 moradores com o vírus ativo, entre eles o prefeito e o vice.  O prefeito Airton Agnolin (PDT) está internado em hospital em Maringá. 

O estado do Paraná, até o momento, recebeu 265.600 mil doses da vacina da Corona Vac. A Secretaria de Estado da Saúde enviou para a região 3.440 doses que foram divididas entre as 25 cidades. O balanço do fim da tarde de sexta-feira (22) mostra que 77,7% dessas doses já foram aplicadas.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Aniversariante chegou a se esconder no meio do mato pra fugir de blitz da aglomeração.

Comcam

Entre esses pacientes, 5 estavam na lista de regulação para vaga em leitos de enfermaria e 6 pessoas necessitando de vagas em leito UTI.

Campo Mourão

Decisão foi tomada diante do aumento de casos da covid-19 e a lotação de leitos hospitalares.

Paraná

Quase 12% das pessoas internadas por covid-19 no Paraná, nesta terça-feira (23), têm entre 20 e 39 anos.