conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Paraná

Secretaria Estadual da Saúde permite cultos religiosos com 50% da capacidade

A Secretaria Estadual da Saúde do Paraná (Sesa) publicou na sexta-feira (5) uma nova resolução que altera as restrições para o funcionamento dos templos e a realização dos cultos religiosos no estado durante a pandemia.

De acordo com o documento, a capacidade de público foi ampliada para 50% do espaço. A resolução anterior, de 2020, a presença estava limitada a 30%.

A resolução ainda ressalta a importância das medidas de higiene e destaca que “todos os fiéis, funcionários e colaboradores devem usar máscaras de tecido recomendadas à população durante todo o período que estiverem fora de suas residências, mantendo seu uso durante as celebrações.”

A Secretaria da Saúde permitiu ainda a reabertura dos espaços destinados à recreação e educação religiosa infantil, desde que sejam respeitados os protocolos de segurança que permitiram a retomada das aulas presenciais nas escolas do Paraná.

Ainda de acordo com a resolução, reuniões internas nos templos para organização de atividades religiosas ou estudos, entre outros, podem ser presenciais, mas devem seguir estritamente as orientações recomendadas, como o “afastamento mínimo de 1,5 metros entre os participantes, bem como o uso de máscaras de tecido, prática de higiene de mãos e outras medidas de prevenção”.

O Paraná tem 565.655 casos confirmados do novo coronavírus, com 419.301 pessoas recuperadas e 10.309 óbitos registrados pela doença, segundo o último boletim divulgado pela Sesa, neste domingo (7).

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campo Mourão

Decisão foi tomada diante do aumento de casos da covid-19 e a lotação de leitos hospitalares.

Paraná

Quase 12% das pessoas internadas por covid-19 no Paraná, nesta terça-feira (23), têm entre 20 e 39 anos.

Campo Mourão

Esta é a segunda confirmação neste domingo (14) no município.

Campo Mourão

Após 19 dias de internação para tratamento do vírus, ele apresentou boa evolução do quadro clínico de saúde.